"Amo-Te tanto e nunca sei quem és…" (Poesia)

Anúncios

Uma resposta to “"Amo-Te tanto e nunca sei quem és…" (Poesia)”

  1. Luis Pessoa Says:

    Filha eterna

    A terra que deixei há muito tempo
    Em pó um dia se vai tornar
    Quando o sol se virar para barlavento
    E os teus olhos e poder contemplar

    Deixei raízes palavras e orações
    De um Deus que nem eu sei
    Mas são tantas as emoções
    Que vivo hoje e outras viverei

    Ó Isa que me encontras-te neste borralho
    Onde a madeira arde e liberta seu calor
    Temos tanto para dar com trabalho
    Mas decerto que vamos sentir todo o calor

    Vamos em frente nesta estrada bem íngreme
    Mas com passos certos e olhares conjuntos
    De mãos dadas suadas agarradas

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: